quinta-feira, 7 de outubro de 2010

II Feira Cultural - Conexão África Brasil - "A África está em nós"



II Feira Cultural promovida pelo PETI. Conexão África Brasil.


“A África está em nós”.

O PETI – Programa de erradicação do trabalho infantil atende como Centro de Atividade Complementar a Rede Municipal de Educação Fundamental, com aulas de reforços, desenvolvimento da cultura local e regional, aulas de músicas, banda marcial e banda de música, hoje um dos nossos orgulhos Laurentinenses em virtude da descoberta de potencialidades de crianças e adolescentes na arte e sensibilidade musical, além de promover a prática de esportes e lazer da nossa juventude.

O grupo de profissionais do PETI têm se destacado expressivamente nas organizações culturais, entre outras apresentações, atendendo a uma clientela de 295 crianças e adolescentes das nossas Escolas Urbanas e Rurais de acordo com censo escolar /2010. Vale salientar que o universo de alunos da Rede Municipal, Creche, pré-escola, ensino fundamental completo e Escola de Jovens e Adultos – EJA, consta do total de 1.474 alunos, havendo um acréscimo em relação ao ano de 2009, de 125 alunos.

Com relação ao número de atendimento do PETI de 23,49% do total de alunos do ensino fundamental, nota-se que o Município estar cumprindo rigorosamente o que se estabelece nos objetivos do PETI que é justamente a erradicação do trabalho infantil, observado pelo declínio de atendidos a cada ano, desde o ano de 2002 quando à época o número de atendimento estava em torno de 700 crianças/adolescentes, apesar de que a comunidade laurentinense está praticamente voltada para agricultura familiar há um respeito aos direitos da criança e do adolescente voltado para a educação.

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil mostra a II Feira Cultural com o tema: “ A África está em nós”.Resolvemos trabalhar esse tema em virtude da Lei 10.639/03 que enfatiza a importância de se estudar a História da África e dos Africanos, da luta dos negros no Brasil. ( Depoimento de Lidiane, coordenadora do PETI).

1ª sala: A ÁFRICA ANTES DE SER ESCRAVIZADA

2ª sala: Mostrará a Casa Grande e como eram negociados os escravos no Brasil pelos Barões e senhores de engenho.

3ª sala sobre a vida de escravos nas senzalas, como eles eram maltratados

4ª sala: Como os escravos conseguiram formar os quilombos. Símbolo da luta contra a escravidão dos próprios negros tendo na figura de Zumbi dos Palmares um líder e herói.

5ª sala: influência dos costumes africanos na culinária brasileira

6ª sala: Personalidades Negras que se destacam no cenário brasileiro.



Apresentações culturais

Danças típicas africanas (axé, ritmos tribais )

Olodum

Capoeira show

4 comentários:

  1. Tenente é rico em cultura!a cultura traz benefício para todos....

    ResponderExcluir
  2. É VERDAE QUE PENA É NÃO É VALORIZADA...AQUI TEM MUITOS CAPACITADOS, MAS QUE FICAM O ANONIMATO POR FALTYA DE APOIO DOS MINISTRANTES...ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  3. /tigresa realista 219 de novembro de 2010 05:59

    /Que tipo de valorização Realista quer, porque mais valorizados dos que já são é impossível. Os anônimos em primeiro lugar têm que aparecerem para serem reconhecidos. Acho que não é o seu caso, porque nem talento tem mais concerteza é um dos que gostam de receber sem trabalhar.Pergunto-lhe: Os ministrantes são os responsáveis pelo PETI?

    ResponderExcluir
  4. os ministrantes são responsaveis pelo desempenho da area cultural e educacional....
    o nome de tenente laurentino é divulgado fora do municipio e o custo beneficio é todo tirado do bolso desses anonimos aqui do municipio, donde são anonimos deste, mas q lá fora são bem vistos e valorizados, mas santo de casa não obra milagre né? temos estrelas e tesouros aqui em tenente, mas continuo dizendo q a valorização esta apenas quando alguem pega em um microfone ou em um lapis (teclado) para enviar convites a participar de eventos e abrilhantar os mesmos...se ligue...cultura tbm é educação..mas precisa ser cada vez mais valorizada...passem bem!

    ResponderExcluir